Fender Mustang é destruída

Nova Orleans – Segundo Marilyn Manson relata em sua autobiografia It’s A Long Hard Road Out Of Hell, escrita com o jornalista Neil Strauss, o produtor de Antichrist Superstar e líder do Nine Inch Nails (NIN), Trent Reznor, precisava produzir um disco à altura de The Downward Spiral  do NIN, que foi sem sombra de dúvida um dos maiores sucessos do rock ‘n’ roll dos anos 90, e a banda de Marilyn Manson sequer aparecia no estúdio. O baterista, Ginger Fish, passava seu tempo tentando impressionar strippers da redondeza.

Durante as filmagens do clipe de Sweet Dreams, Manson queria que Berkowitz tivesse quebrado sua Fender Mustang. Só que como Berkowitz tinha construído a guitarra, ela tinha um valor emocional que falou mais alto na ocasião.

Quando Berkowitz entrou na sala de gravação de Antichrist Superstar, ele mal sabia o que o esperava. Ao gravar a música Wormboy, o próprio Manson e outros da banda acompanhavam a gravação por um canal de televisão interno. Trent pegou a Fender Mustang. Tocou alguns acordes. Em seguida arrebentou-a em cima de um amplificador. Manson ficou satisfeito.

5 Responses to “Fender Mustang é destruída”

  1. Que loucura! hehe Taí, como gravar um disco nem sempre é o mar de rosas que a gente imagina… Muita treta e complicação. Mas, esse tipo de situação pode fazer parte integral do processo de criação de um disco épico. Ou simplesmente resultar no fim da banda e um disco ruim. Vai entender.

    • gabrielpalmaguitar Says:

      Pois é, Tiago, tem muitos discos que não foram um mar de rosas na gravação. Um que não foi que eu descobri recentemente foi The Wall do Pink Floyd, que levou até à demissão do Richard Wright, tecladista fundador da banda. Mais sobre isso depois!

  2. Sou contra quebrar guitarras. Mas as Mustangs deveriam ter sido quebradas ainda dentro da cabeça do Leo Fender…
    excelente a ideia do blog, Gabriel!!!
    Quero ler mais histórias sobre o instrumento.

    Abraços,

    M.

    • gabrielpalmaguitar Says:

      Maurício, muito obrigado pelo seu comentário. Fico feliz que tenha gostado da ideia do blog sobre guitarra e de querer ler mais histórias sobre o instrumento. Eu vou selecionar as histórias que eu achar mais interessantes e vou colocá-las aqui. Por enquanto vou contar histórias internacionais, mas depois vão ter histórias nacionais e até locais! Então sinta-se à vontade para me mandar alguma história que você ache interessante ou até me ligar e contar ela pra mim pra eu confeccionar o texto. Engraçado também o lance que você falou da Mustang, que ela deveria ter sido quebrada ainda dentro da cabeça do Leo Fender.

  3. Thiago Piza Says:

    Muito bom o site Gabriel,
    Parabéns!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: