Archive for the Guitarras Category

Entrevista com Rodrigo Vegetal do Horta Project

Posted in Ao vivo, Entrevistas, Equipamento, Eventos, Guitarras, Guitarristas, Noites em Brasília with tags , , , , , , , , , , on September 15, 2011 by gabrielpalmaguitar


O guitarrista Rodrigo Vegetal organizou o Instrumental Shock Night, evento voltado totalmente para a música instrumental, em que tocou com o Horta Project e convidou dois guitarristas: Bruno Albuquerque e Pablo Vilela. Em plena terça-feira (9 de agosto), o público lotou o Sesc Garagem com sede de boa música produzida na cidade. O Gabriel Palma Guitar teve a oportunidade de entrevistar Rodrigo Vegetal, que falou sobre o processo de realização dessa noite musical.

 

GABRIEL PALMA GUITAR: Quais as dificuldades de se fazer um evento de música instrumental em Brasília?

RODRIGO VEGETAL: Primeiramente, quanto ao espaço, já houveram ocasiões em que casas de show preferiram nem arriscar fazer o evento por ser rock instrumental. Felizmente, em uma junção de hora e oportunidade, o Sesc DF me disponibilizou uma data sem custos e assim aproveitei para arriscar essa ideia.

GPG: Como foi feita a escolha dos guitarristas que participaram?

VEGETAL: Os outros dois guitarristas, Bruno Albuquerque e Pablo Vilela, são amigos desse meio guitarristico rock ‘n’ roll de Brasília. Já conhecia seus trabalhos e sei que produzem música de qualidade. São poucos guitarristas que possuem algo gravado autoral e consolidado e visando seu instrumento ou a uma produção instrumental. Felizmente, temos alguns exemplos de qualidade na cidade.

GPG: Como foi a resposta do público?

VEGETAL: Sinceramente, muito além do que esperávamos. Praticamente lotamos o Sesc Garagem com um evento instrumental no início da semana. Isso só cria motivação para futuros projetos!

GPG: Está em seus planos fazer outras edições do evento?

VEGETAL: Provavelmente. As ideias atuais em relação ao Horta Project ainda estão flutuando muito. Mas, mesmo assim, seria interessante fazer um projeto que juntasse projetos instrumentais de Brasília. E não apenas rock ‘n’ roll. Poderíamos incluir outras vertentes também!

GPG: Houve algum tipo de patrocínio?

VEGETAL: Na verdade, apoios. Primeiramente, o Sesc DF, que cede o espaço nas terças-feiras para projetos previamente escritos e agendados. Os demais apoiadores — GTR, Coletivo Esquina e Cult 22 — auxiliaram na realização e no sucesso do evento.

GPG: Houve influência do G3 no formato (show organizado pelo guitarrista Joe Satriani, sempre com mais dois guitarristas convidados)?

VEGETAL: Honestamente, não (risos). A quantidade de guitarristas e o tempo de show foi mais relacionado a um show rápido e dinâmico.

GPG: Quais são alguns guitarristas que podem ser chamados para as próximas edições?

VEGETAL: Penso em quem está ativamente compondo e produzindo nessa área. Lucas Fagundes, Marcelo Nolasco e Marcelo Barbosa aqui em Brasília. Mas também guitarristas de fora como Edu Ardanuy ou Kiko Loureiro, dentre outros.

GPG: Qual foi o set list do Horta Project?

VEGETAL: Augmented Hearts, Besouro Verde, Dream Tripper (versão de Day Tripper), Distored Vision, Soya Bean Kafta e El Hoyo Negro.


GPG: Como foi feita a escolha do repertório?

VEGETAL: Geralmente baseado em momentos do show — um início rápido e explosivo, no meio, algo mais tranquilo, e fechando com uma música bem porrada.

GPG: Qual equipamento você usou no show (guitarra, amplificador, efeitos)?

VEGETAL: Um amplificador Orange Rockerverb 50 e uma guitarra Ibanez ARX 320. Estou aguardando um modelo próprio de guitarra feito pela Ledur. Usei poucos efeitos, a maioria Boss e um Line 6 FM4 Filter/Synth Modeler Pedal, que uso principalmente em Distorted Vision.

GPG: Qual cordas você usa? Qual o gauge delas?

VEGETAL: Orgulhosamente Groove Strings 0.10. Cordas que endorso e uso por preferência.

GPG: Qual palheta você usa? Por que?

VEGETAL: Jazz III, da Jim Dunlop. Gosto de pequenas palhetas, e essa é um modelo básico que uso desde que comecei a tocar.

Site oficial do Horta Project

http://www.hortaproject.com/

Advertisements

96º aniversário de Les Paul

Posted in Guitarras, Guitarristas, Homenagens, Notícias with tags , , , , , , on June 9, 2011 by gabrielpalmaguitar

Para comemorar o 96º aniversário de Les Paul, nascido no dia 9 de junho de 1915, a Google colocou em sua página umas cordas que soam notas quando você passa o mouse em cima ou usa o teclado. Confira:

www.google.com.br

Les Paul, nome verdadeiro Lester William Polfuss, falecido em 12 de agosto de 2009, foi um guitarrista de jazz, blues e country. O jazz de Les Paul, que fez um trio em 1937 com Jim Atkins, o irmão mais velho de Chet Atkins, foi influenciado pelo guitarrista Django Reinhardt.

Les Paul era muito criativo. Ele inventou o aparelho que segura a gaita no pescoço para poder tocar guitarra ao mesmo tempo e foi um dos pioneiros no desenvolvimento da guitarra de corpo inteiriço, que possibilitou o surgimento do som do rock ‘n’ roll.

Ele também fez muitas inovações com efeitos: overdubbing (conhecido também como sound on sound), delay, phasing e gravações em múltiplos canais.

Tour da Gibson

Posted in Guitarras, Tour with tags on May 17, 2011 by gabrielpalmaguitar

A Gibson oferece uma tour de sua fábrica de guitarras em Memphis, Tennessee. Lá você pode ver todos os processos de construção da guitarra. Veja nos vídeos abaixo.

GST da Groovin’

Posted in Feiras, Guitarras with tags , , , , on April 7, 2011 by gabrielpalmaguitar

O modelo GST 200 ST da marca Groovin’ é de cor baunilha com um lindo friso preto fazendo o contorno no corpo. Esta guitarra estava no stand da Equipo na feira Music Show em Brasília. O que diferencia esta guitarra da mostrada no site da Equipo, é que a do site tem 3 captadores single, e esta tem um humbucker na ponte.

Especificações

• Tipo da construção: Braço Parafusado
• Madeira do corpo: Basswood
• Madeira do braço: Basswood
• Madeira da escala: Basswood
• Marcação: Dot
• Contorno do braço: “U”
• Trastes: 22
• Ponte: Standard c/ alavanca
• Tarraxas: Die cast blindadas
• Hardware: Cromada
• Captação: 1 humbucker e 2 singles
• Acabamento: Friso no corpo
• Escudo: Branco tipo Sanduíche
• Controles: 1 volume + 2 tones e chave seletora de 5 Posições
• Cor: Ivory (IV)

• Especificações sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Les Paul da Cort

Posted in Feiras, Guitarras with tags , , , , , , , , , , , , on April 4, 2011 by gabrielpalmaguitar

A Equipo trouxe para o Music Show o modelo Les Paul da Cort, o CR 250, da linha Classic Rock. O objetivo da Cort foi desenvolver uma guitarra vintage. Para isso, investiram em anos de pesquisa e reuniram nessa linha o know-how e a tecnologia da Cort. Buscaram um visual marcante, uma sonoridade clássica, alta tocabilidade e leveza.

Os captadores são ClassicRockerII, desenvolvidos pela Cort para proporcionar um som vintage e encorpado. A pestana é de uma tecnologia de ponta da Graph Tech’s Guitar Lab. Ela é feita com o material NuBone, que emite mais harmônicos, tone e volume do que o plástico utilizado em algumas pestanas.

Esta guitarra vêm também com a ponte Tune-o-matic, desenvolvida por Ted McCarty, presidente da Gibson Guitar Corporation, que foi usada na Gibson Les Paul Custom em 1954, na Gibson Les Paul Gold Top em 1955, e aceita como um standard em todas as guitarras Gibson com ponte fixa.

Especificações

• Tipo da construção: Braço colado (Set-in)
• Madeira do corpo: Mogno com Flamed Maple Veneer top
• Madeira do braço: Mogno
• Madeira da escala: Rosewood
• Tamanho da escala: 24,75”
• Trastes: 22
• Ponte: Tune-o-matic (BM002) c/ stop tailpiece
• Tarraxas: Vintage
• Hardware: Nickel
• Captação: ClassicRocker-II CR2NS-F e CR2NS-R
• Controles: 2 volumes + 2 tones com chave de 3 posições

• Especificações sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Martin Lee Gore imprime personalidade ao synthpop

Posted in Guitarras with tags , , , on March 26, 2010 by gabrielpalmaguitar

Alguns estilos não têm uma guitarra tão presente, mas ainda assim a imagem do guitarrista é importante por sua performance. O synthpop é um desses estilos, em que predominam os sintetizadores e não a guitarra. De modo geral, acabam prevalecendo os instrumentos eletrônicos sobre os acústicos. Mas as batidas geradas pelos computadores ganham corpo especial quando aliadas aos instrumentos acústicos. Além disso, o tecladista tem pouca mobilidade, mas não há nada como um guitarrista se movimentando pelo palco tendo a guitarra como extensão de seu próprio corpo.

Martin Lee Gore com sua Gretsch White Falcon

Martin Lee Gore sabe disso. Ele é um dos fundadores da banda Depeche Mode. Embora tenha começado a carreira tocando mais teclados que guitarra, hoje, nas apresentações do Depeche Mode, incorpora a guitarra nas músicas antigas. O modelo que ele gosta de usar é a Gretsch White Falcon.

As guitarras de Keith Richards

Posted in Guitarras with tags , , , , , on February 26, 2010 by gabrielpalmaguitar

Keith Richards, principal guitarrista dos Rolling Stones desde os anos 60, junto com Mick Jagger forma uma das mais famosas parcerias de compositores do rock. Para fazer sua música, Keith utiliza muitas guitarras, como era de se esperar de um guitarrista de uma das maiores bandas de rock já existentes no planeta devida sua popularidade e carisma.

O roadie Johnny Starbuck divulgou o set de guitarras de Keith para Richard Henry que as divulgou para os fãs desse excêntrico guitarrista, que, apesar de todas as drogas consumidas durante os 50 anos de carreira, parece inabalável até hoje.

Teles

A guitarra chamada de Micawber é a mais conhecida de Keith, uma Fender Telecaster Blonde de 1953. Ela leva o nome de um personagem de Charles Dickens e está com Keith desde o excelente disco Exile On Main St. Essa guitarra é mantida na afinação de Sol aberto (G D G B D) e com a famosa combinação de 5 cordas (sem a sexta).

Micawber, com o nome de um personagem de Charles Dickens, é uma Fender Telecaster Blonde de 1953

A Malcom é uma Fender Telecaster de 1954 com acabamento natural.

Keith dançando no palco em Toronto, 2005, com Malcom

Sonny é uma Fender Telecaster Sunburst de 1966, que segundo Johnny Starbuck, leva o nome de Sonny por causa do acabamento Sunburst (como sun em inglês é sol).

Keith com Sonny em Chicado, 2002

Outra Telecaster de Keith também afinada em Sol é uma Custom preta de 1975.

A custom preta de Keith em ação

Strato

Esse stone utiiza além da Tele, uma Stratocaster Blonde de 1957, a Mary Kay, com hardware dourado.

Keith na Rússia com Mary Kay em 2007

Gibson

Embora a marca Fender, principalmente a Telecaster, seja uma favorita de Keith, ele também utiliza outras guitarras. Uma delas é a Dice, uma Gibson Les Paul TV Model Yellow de 1957, que, segundo Starbuck, é sempre usada na música Midnight Rambler com um capotraste na sétima casa.

Keith e Dice em Columbus, Ohio, 1999 (capotraste na sétima casa)

Outra Gibson de Keith é Dwight, uma ES-345 branca, que veio depois da ES-355 Mono preta de 1959 para a coleção dele. Como elas eram parecidas, o técnico de guitarras Pierre Beauport se referia a ela como The White One (a branca) que foi encurtado para Da White One até chegar a Dwight 1.

Keith e Dwight em Las Vegas, 2006

Copyright do material de Stones Planet Fanzine, JS e Richard Henry do Richard Henry Guitars

Originalmente publicado no Stones Planet Fanzine #24 novembro 2007 e posteriormente em página criada por Tamara Guo (Blue Lena) com copyright de 2008

http://members.tripod.com/blue_lena/guitar2.html